RSS

Simplesmente “GAROTA VENDIDA”

29 set

A Garota Vendida surgiu de uma necessidade. Necessidade esta que até hoje ainda não sei explicar qual seria. Uns consideram que foi necessidade de aparecer – eu discordo veementemente. Outros considaram que foi necessidade de romantizar a vida de uma GP – isso eu também super discordo. Eu nunca tive um motivo para criar a Garota Vendida. Ela simplesmente surgiu dentro das minhas reais necessidades de falar tudo aquilo que sempre falei em silêncio. Entendam o silêncio com a forma mais gritante de demonstrar solidão e medo.

Venho falando aqui minhas desventuras sexuais durante dois longos anos. Fato que eu nunca esperei que você, degustador assíduo, fosse conseguir aturar uma guria que nunca, ao menos, mostrou sua face. Mas eu acho que ai é onde está a real graça e “sucesso” da Garota Vendida. Estou falando da Garota Vendida, pois aqui quem escreve é outro pessoa. Calma lá! Não precisa ficar com essa cara de aflito, achando que eu vou revelar uma nova identidade. Não, pelo contrário, aqui quem escreve é a Nívea. Deixemos a GV de lado um pouco que depois ela vai aparecer novamente durante o post.

Esse período que cá estive falando para vocês o que eu fui, não é um terço do que de fato eu já passei. Quando olho o passado, não o vejo com boas recordações. Vejo um período frio, de muitas angústias e lamentações. Afinal, a vida não é só gozos, boquetes e sexo anal, não é?

É difícil tentar explicar aqui o que quero dizer. Até porque, eu mesma não quero dizer o que vou dizer, mas esse é o meu último post. Sim, decidi de vez viver como Nívea. A Garota Vendida agora é página virada e descarta do meu folhetiim. Todos os seus atos e cenas já foram representados. A Garota Vendida foi uma parte do meu ser. Não considero que ela seja meu alterego. Considero sim que ela seja metade de mim. Eu sempre precisei dela para ser querida. Eu sempre precisei dela para ser a devoradora sexual. Eu sempre precisei dela para ser mulher. Mas agora eu acho que alguma coisa não está certa. Antes, convivíamos pacificamente no mesmo corpo. Mas agora, vejo que é prudente deixá-la partir.

Conhecer cada um de vocês foi a coisa mais fantástica que já aconteceu na minha vida. Era suposto que eu terminasse os 12 Trabalhos de Nívea. De fato, realizei-os todos. Só que não vou postar para vocês. Vou deixar bem guardado para que, caso um dia, a Garota Vendida resolva aparecer novamente, eu tenha histórias para vocês degustarem.

Quero que cada um vocês lembrem de mim como alguém que nunca ganhou nada para estar aqui. Pelo contrário, ganhou sim, vocês. Vocês são o resultado de que toda a minha batalha, no final do dia, valeu alguma coisa. Nem que seja alguns momentos de masturbação! 😀

Conforme cada linha que escrevo, mas a Garota Vendida tende a querer aparecer. Seja com uma frase, seja com um pensamento. Mas não, devo deixar ela e a Priscila (essa é a última vez que relembro que esse é o nome da minha vagina) nos imaginários das pessoas. Minha vida agora tomou outro rumo. Trabalho em um bom emprego, minha família super apoia o que faço agora, meu guri está crescido e muito saudável e eu estou feliz com isso. Só que ainda está faltando um pequeno detalhe, de aproximadamente 13 semanas, que não contei para vocês…

Espero que tu tenhas entendido as minhas entrelinhas. 😀

Por isso que eu disse anteriormente que não havia mais espaço para a GV habitar meu corpo. A única pessoa que vai continuar habilitando, pelos próximos 7 meses se chama Daniela. Minha filha. Minha guria. Meu amor.

Eu decidi fazer um inseminação. Sim, mais uma vez eu vou criar um filho sem pai. Mas isso era algo que já pensava há tempos. Se consegui fazer isso aos 15 anos, porque agora não conseguiria também? Daniela é um nome hebráico, que significa: “Deus é meu juiz”. Acho que diante de toda a minha estória, somente ele poderá um dia julgar se tudo que vivi e passei foi de fato errado ou não.

Este é o momento. Quero deixar aqui, em nome da Nívea e da Garota Vendida, um beijão para todos aqueles que riram, choraram e gozaram junto comigo. Posso dizer, com toda certeza que, eu fui a primeira mulher que teve um orgasmo de 2 anos – múltiplos. HAHAHAHhahahaHAHA

Beijos para quem é de beijos e nos esbarramos, quem sabe, nas próximas esquinas da vida.

 
2 Comentários

Publicado por em setembro 29, 2011 em Uncategorized

 

2 Respostas para “Simplesmente “GAROTA VENDIDA”

  1. Rodrigo Minassian

    setembro 29, 2011 at 11:01 pm

    Vc perguntou se iria gosta né?
    poxa querida
    A vida segue e uma hora a Nivea teria que assumir o comando
    E essa hora chegou rsrs
    Mas nunca deixe esse seu lado Garota Vendida
    Na vida seja a Nivea e na cama a Garota Vendida
    E não suma de nossas vidas
    Sabe que te considero muito né
    E ainda deve aquela passadinha por Atibaia
    Beijos e feliz pela nova etapa de sua vida

     
  2. Karina Sakata

    outubro 6, 2011 at 3:58 am

    Pôxa, só hoje que eu li o seu post e fiquei surpresa demais!
    Confesso que fico triste que a GV não esteja entre nós, mas imensamente feliz pela Nívea e por esse serzinho que agora você carrega.
    É, o tempo passa e em dois anos acontecem muitas coisas…
    Só posso lhe desejar sucesso, felicidades nessa sua nova jornada e já chega porque depois eu choro aqui 😥
    Até mais tia, vê se aparece mais por aí caso não estiver ocupada.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: